quinta-feira, 11 de março de 2010

A Pobreza

"Esta é a excelência da altíssima pobreza que a vós, caríssimos irmãos meus, vos constituiu herdeiros e reis do reino dos céus, fez-vos pobres de coisas temporais, mas enriqueceu-vos de virtudes. Seja esta a herança que vos leve à terra dos vivos. Apegai-vos bem a ela..."
(2ª Regra, 6, 4-6)

Neste pensamento de Francisco, patente na sua regra e forma de vida, encontramos aqui uma questão fundamental para vida do cristão - a pobreza. Aparece muitas das vezes difícil no seu esclarecimento, passando simplesmente, pelo ser externo, "o ter".

"É verdadeiramente pobre, aquele que reconhece que tudo aquilo que possui ou faz de bem, vem de Deus e só a ele pertence" (Taddée toture). Neste sentido, estamos perante uma pobreza interior; de desprendimento, humildade e atitude de restituição. Convidados neste tempo da quaresma, a este desprendimento interior, abramos o coração, para deste modo facilitar a acção do Espírito Santo em nós.
Fr. Tendai

Sem comentários:

Enviar um comentário