quinta-feira, 24 de junho de 2010

Ninguém se escandalize com o pecado de outrem!


"Ao servo de Deus nenhuma outra coisa o deve desgostar, senão só o pecado.

e seja qual for o pecado cometido por alguém, se o servo de Deus se perturba e indigna por outro motivo que não seja a caridade, entesoura para si aquele pecado (Rom 2,5).

Mas o servo de Deus que de nada se indigna ou perturba, vive vida recta, sem nada próprio.

E bem-aventurado é o que nada reserva para si, dando a César o que é de César e a Deus o que é de Deus (Mt 22,21)."

11ª Exortação


De facto, quantas vezes nos preocupamos em demasia com o pecado, o erro e as falhas do outro, de tal forma que nada mais conseguimos enxergar a não ser a queda do irmão? E damos-lhe tal importância, que nos sentimos no direito de criticar e julgar, quando o Senhor nos chama a perdoar. Só um coração pobre não se apropria do pecado de outrem e, em vez de o rebaixar ainda mais, com caridade tudo faz para que volte ao caminho certo, ao caminho do Senhor.

Pois que esta exortação de Francisco toque bem fundo nos nossos corações, a começar por mim, para que não nos deixemos enredar na mesquinhez, mas livres de toda a soberba, sejamos capazes de ser expressão da caridade e do amor de Deus.


Uma santa tarde para todos!

Frei Sérgio

1 comentário:

  1. Obrigado pela tua reflexão/ partilha!

    «Espírito Santo, mistério de uma presença, Tu penettras as nossas profundezas e encontras aí uma moratória. Sabes que a nossa intenção é transmitir a tua compaixão através da infinita bondade de coração» (Irmão Roger, de Taizé)

    Carlos Morais

    ResponderEliminar