domingo, 11 de julho de 2010

São Francisco, o Bom Samaritano

"Depois, na ânsia de mais exercitar a humildade, foi viver para junto de leprosos, servindo-os com toda a diligência por amor de Deus. Lavava-lhes os pés, tratava-lhes as chagas, limpava-lhes a podridão e o pus das feridas; num gesto de extrema devoção, chegava mesmo a beijar essas chagas asquerosas: estágio perfeito daquele que havia de vir a ser um médico do Evangelho." Legenda Maior 2, 6Este excerto da Legenda Maior mostra o amor e dedicação que São Francisco tinha pelos rejeitados da sociedade do seu tempo. Compadecido, porque via a todas as criaturas como suas Irmãs, trata os leprosos. Grande testemunho também nos dá este Evangelho de hoje. O Bom Samaritano. Ele, atento, compadeceu-se daquele homem, seu Irmão e com amor fez tudo o que estava ao seu alcance para o curar. Tiremos este exemplo para nós hoje, para as nossas vidas. Saibamos escutar Deus, estarmos atentos aos Irmãos, compadecermo-nos e manifestar o nosso amor por eles através de obras. Saibamos ser os "bons samaritanos" de hoje, como São Francisco foi no seu tempo, movidos pela força do Evangelho.
Frei Filipe

2 comentários:

  1. Olá, meu irmão Filipe. Inspirado pelo Senhor, lembraste o amor caritativo de Francisco pelos mais pobres: verdadeiro samaritano. E veio a propósito, no domingo em que a Liturgia nos lembrou o eterno samaritano da humanidade: Jesus, o Filho de Deus. Obrigado pela tua partilha.

    ResponderEliminar
  2. Abraçar as chagas da humanidade deveria ser a preocupação de todo o cristão. Mas quanto custa aceitar as feridas da pessoa humana como uma parte de mim próprio, deste único Corpo que Cristo deseja que formemos!

    Anónimo

    ResponderEliminar