domingo, 6 de novembro de 2011


QUEM SOU EU


Eu sou Eu,
Eu nasci para crescer
Como vida de um Eu,
Pois, nasci já com o meu Ser.

Hoje sou Homem
Sou aquele que sabe carregar a sua Cruz,
Procuro ter as condições essenciais do Homem
O Homem que caminha sempre na Luz.

O Homem Fraterno e não Individualista,
Estou cada vez mais em projecto
Porém, eu não sou dono de mim mesmo.

Eu sou peregrino da Paz
Procuro dia-a-dia a serenidade da vida,
Portanto, eu quero encontrar Cristo, em Paz.




Frei Adelino Langa, OFM

2 comentários:

  1. Quando a pessoa se quer ver, precisa de um espelho...
    O único espelho que lhe mostra a sua verdadeira identidade (rosto) é Deus.
    Não fora o homem Imagem Viva e Semelhança perfeita de Deus. Obra prima da Sua Arte inqualificável.
    A tarefa da pessoa, enquanto viajando pela terra, é buscar Deus: "Senhor, desde a aurura vos procuro; a minha alma tem sede de Vós" (Sl.62). Com a tua expressão poética, caro Frei Adelino, proclamas esta mesma verdade, que é incontestável; para crentes e indiferentes... Só DEUS SACIA, BASTA!... Parabéns, meu irmão. Desenvolve a veia poética, pois é a melhor forma de cantares e nos ajudares e cantar a Vida.
    Frei Armindo

    ResponderEliminar
  2. Oi Frei Langa, força a frente é o caminho. Um abraço forte!

    ResponderEliminar